Armo do Brasil desenvolve tecnologia para proteção e recuperação de exaustor de caldeiras

Novidade trata a superfície do equipamento a ser protegido ou recuperado
com epóxi de última geração a base de zircônia e titânio

Com base na tecnologia de Soldagem a Frio, a Armo do Brasil desenvolveu para o setor
sucroenergético um processo com tecnologia de ponta para proteção e recuperação de rotores
de caldeiras, cones e eixos que operam em condições severas.
Uma pesquisa de campo mostrou que muitos prejuízos, inclusive, na cogeração de energia,
são causados por paradas não-programadas para lavar e rebalancear esses conjuntos rotativos.
Uma combinação de diferentes polímeros resultou em uma solução com propriedades
antiaderente e protetiva que evita o acúmulo de massa nos exaustores de caldeiras, reduzindo
e/ou mantendo estáveis os níveis de vibração.

Desenvolvida inicialmente para atender uma demanda de um dos maiores grupos de usinas
do Brasil, a tecnologia já está entre os principais serviços da Armo e encontra-se disponível
para o mercado brasileiro. A solução tem atraído também a atenção de outros setores como
Papel e Celulose, Mineração e Alimentício, que buscam por tecnologias que possam tornar seus
processos cada vez mais eficientes. Todo o serviço de recuperação de rotores, cones e eixos de
caldeiras é realizado na sede da Armo do Brasil em Ribeirão Preto-SP, onde fica um dos maiores
centros de proteção e recuperação de equipamentos da região.

Compartilhe Este Artigo:

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram